Greve:Funcionários de Hospital em Senhor do Bonfim ameaçam paralisar atividades por tempo indeterminado

Em nota enviada aos veículos de comunicação de Senhor do Bonfim, o sindicato que representa os trabalhadores do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro SIND+SAUDE, anuncia uma greve por tempo indeterminada a partir da próxima terça-feira, 18 de dezembro. O comunicado apontam uma série de motivos que levaram os funcionários a  tomar a  decisão.

1- Pagamento do retroativo do reajuste salarial da categoria que não foi repassado desde maio de 2011/2012 e 2012/2013. Quando do fechamento das Convenções Coletiva de Trabalho (CCT).

2- Pagamento do 13º salário como prevê a legislação trabalhista. Até o momento não foi pago nem a 1ª Parcela.

3- Fim do desrespeito aos trabalhadores que chega perto do assédio moral.

4- Melhor condição de vida e trabalho para os funcionários com um atendimento digno à população bonfinense e da região.

5- Respeito à Escala com a carga horária de acordo a convenção, se são 12 plantões, porque coloca 13 exigindo que o trabalhador faça os 13 plantões?

6- Credi-Bonfim- Desconta do contra cheque e não repassado

7- Convênios com a empresa de gás, também é descontado não repassado

8- Desconta mensalidade sindical, taxa assistencial, Imposto sindical, tudo Isto é descontado e não repassado.

9- INSS são descontados dos trabalhadores e não é repassado para quem é de direito.

10- O FGTS, que desde 2002, não é depositado.

Conforme informações ao falandotudo.com – o sindicato afirma que enviou no início do mês de novembro um ofício pedindo soluções para as referidas reinvidicaçoes,  mas  até o momento nao recebeu nenhuma resposta do Hospital.

Exclusiva falandotudo.com

Ministério público confirma que 18 postos de combustíveis na região de Senhor do Bonfim, forma reprovados por supostas irregularidades

O resultado de uma blitz realizada em postos de combustíveis nas cidades de Senhor do Bonfim, Andorinha, Jaguarari, Antônio Gonçalves e Campo Formoso, divulgada segunda-Feira (11), apontou que quase metade das bombas de 18 postos foram reprovadas em vistorias realizadas pelo Ministério Público estadual, em parceria com o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), e Agência Nacional do Petróleo (ANP). A fiscalização aconteceu nos dias 27 e 28 de novembro.                    .                                              ,
Em Jaguarari, dois responsáveis por um estabelecimento foram presos em flagrante por comercializar óleo diesel em quantidade inferior à registrada nas bombas. Em Senhor do Bonfim, um posto foi interditado por comercializar gasolina com quantidade de etanol acima da proporção permitida e o responsável pelo estabelecimento somente escapou da prisão em flagrante por não ter sido encontrado, informou um dos promotores que acompanhou a operação, Gilber Oliveira.

A Sefaz detectou nos computadores de diversos estabelecimentos a utilização de programas ou impressoras não autorizados. Dos 18 postos de combustíveis, 12 estavam em débito com a Taxa de Exercício do Poder de Polícia (Feapsol). A operação foi deflagrada com base em um procedimento administrativo preliminar conjunto, instaurado pelas 1ª e 4ª Promotorias de Justiça de Senhor do Bonfim.

ontem, terça-feira, 11 de dezembro, as associações nacionais representativas dos membros do Ministério Público, Brasileiro lançaram a campanha nacional “Brasil contra a IMPUNIDADE”, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a gravidade da temerária Proposta de Emenda Constitucional nº 37/2011, também chamada de “PEC da Impunidade”, onde a proposta confere poderes investigativos exclusivos às polícias, Civil e Federal na seara criminal, inviabilizando a atuação de outros órgãos do Estado, como o Ministério Público.

ASCOM Ministério Público e falandotudo.com

Andorinha:policia civil apresenta homem suspeito de estupro

Quando retornava de uma festa na localidade de Vila Peixe, a jovem, que aqui chamaremos de “LN”, quando já próximo de sua casa, em um campo de futebol, que fica próximo a sua casa, na localidade da Fazenda Salgado, zona rural de Andorinha, a jovem LN, foi atacada por dois elementos em uma moto de cor vermelha, e o carona da moto desceu retirando o capacete ficando apenas com uma máscara de cor preta no rosto, e arrastou a jovem para um matagal, que fica às margens da estrada vicinal, e de forma violenta o individuo derrubou a jovem ao chão e rasgando suas roupas, houve resistência da parte da moça que conseguiu correr, mas logo foi alcançada, e novamente derrubada ao chão, quando o estuprador passou a abusar sexualmente de LN.
Com muita luta a jovem ainda conseguiu tirar a máscara e reconhecer o seu abusador, identificando como LUIS FERNANDO BATISTA DE SOUZA, 23 anos, que reside na cidade de Andorinha, e que segundo informações Fernando havia roubado a moto do namorado da vitima, nos últimos dias.
Além de Fernando, o condutor da moto que não foi reconhecido, também abusou da jovem.
Ao tomar conhecimento do acorrido na madrugada de segunda-feira dia 10, a polícia iniciou as investigações, quando foi localizado, o Fernando, na cidade de Andorinha, e autuado por Dr. Edilzo Santana, sendo conduzido à Delegacia Territorial de Senhor do Bonfim, onde permanece a disposição da Justiça Criminal, desta comarca.
Em uma breve conversa com Fernando, nosso blog, ouviu do mesmo, “eu nem conheço essa mulher, e no dia do ocorrido, eu estava em casa com minha mulher”, disse o suspeita que disse desconhecer porque está sendo preso.

Maravilha Notícias

 

SUB-20: Vitória goleia o Atlético-MG no Barradão e coloca a mão na taça

Rubro-Negro dá um baile no Atlético-MG diante de mais de 20 mil pessoas. Time de Minas arranca gol aos 49 do segundo tempo.

Do Globo Esporte

Na noite desta terça-feira, o Vitória Sub-20 deu um importante passo rumo ao título da primeira Copa do Brasil da categoria. Já classificado para a Libertadores 2013, o Rubro-Negro goleou o Atlético-MG, que também tem vaga garantida, no Barradão, por 4 a 1. Como se o placar não fosse o suficiente para chamar atenção, a partida ainda teve o recorde de público da competição: 21.659 torcedores do Leãozinho marcaram presença no estádio.

O time baiano foi superior durante a maior parte do primeiro tempo. O Galinho só conseguiu mostrar ofensividade no início da partida, em um chute de Paulinho. Da quina da grande área, o jogador bateu cruzado. A bola passou pela segunda trave e saiu pela linha de fundo.

O Rubro-Negro, então, partiu para cima. Alan Pinheiro e Willie tentaram abrir o placar, mas o gol veio de um zagueiro, aos 35 minutos. Após cobrança de escanteio, Josué aproveitou a saída errada do goleiro Paulo Victor e mandou para o fundo da rede.

Na segunda etapa, replay dos primeiros 45 minutos. Ofensivo, o Vitória dominou o jogo e viu a única ameaça sair novamente dos pés de Paulinho. O jogador aproveitou a falha de Dimas, matou no peito e bateu para o gol. Gustavo se esticou e afastou para escanteio.

Aos 19 minutos, Matheus Salustiano fez o segundo gol rubro-negro e incendiou a arquibancada. O zagueiro recebeu a bola em posição legal, passou pelo goleiro e balançou a rede. Para fechar a conta, um atacante tinha que marcar presença. Duas vezes.

Aos 26 minutos do segundo tempo, após belo passe de Willie, Alan Pinheiro deu de cara com o gol vazio e não desperdiçou. Momentos depois, Guilherme cruzou para a área e o atacante rubro-negro fez seu segundo gol no jogo. Vitória quatro, Atlético-MG zero. O Leãozinho ainda se deu o luxo de perder grandes chances de aumentar a vantagem até o apito final, incluindo um pênalti desperdiçado por Arthur Maia.

Aos 49 do segundo tempo, Roger cobrou falta no ângulo direito de Gustavo. Era o gol de honra do Atlético-MG na partida.

O jogo de volta será no sábado, às 21h (horário de Brasília), na Arena do Jacaré, em Minas Gerais. Um placar de 4 a 1 para o Galinho leva a decisão para os pênaltis. Para reverter a vantagem do Rubro-Negro baiano, a equipe mineira precisa dar 3 a 0 no adversário ou conquistar o triunfo com pelo menos quatro gols de diferença, se o Vitória balançar a rede.

 

Foto: Francisco Galvão / E.C. Vitória

 

PROVOCAÇÃO:Presidente do Tigre ameaça Morumbizazo

Reprodução;Terra

Mais de 200 mil torcedores brasileiros foram ao estádio do Maracanã ver a Seleção Brasileira de Barbosa, Zizinho e Jair da Rosa Pinto ser derrotada pelo Uruguai na final da primeira Copa do Mundo sediada em território brasileiro, em 1950. Passaram-se 62 anos até chegar esta quarta-feira, quando o modesto Tigre, da Argentina, tentará surpreender a lotação máxima do Morumbi e faturar a Copa Sul-americana. A confiança de Rodrigo Molinos, presidente do clube argentino, é tão grande que o fez citar até mesmo o apelido que pretende dar à partida.

“O ‘Maracanazo’ já aconteceu, agora pode ser o ‘Morumbizazo’. Seria um momento histórico”, resume o mandatário do clube que finalizou a primeira fase do Campeonato Argentino na vice-lanterna. “É uma honra chegar a uma decisão no nosso primeiro torneio internacional. Em 1950, a seleção do Uruguai era mítica, foi um momento histórico único, mas serve de reflexo para demonstrarmos que a utopia não existe. Para podermos conseguir as metas que nos propusemos temos que acreditar. É muito difícil a partida, mas estamos convencidos de que é possível um grande resultado”, completou Molinos.Nesta quarta-feira, a partir das 22 horas (de Brasília), com provável público recorde do futebol brasileiro em 2012, o São Paulo recebe o Tigre para o segundo jogo da final da Copa Sul-americana. De um lado uma equipe tricampeã mundial e da Libertadores e de outro um time que só alcançou o vice-campeonato nacional em três oportunidades e nunca tinha atingido uma final de competição internacional. Em 2012, mesmo desacreditado, o Tigre eliminou Argentinos Juniors, Deportivo Quito, Cerro Porteño e Millonarios antes do empate por 0 a 0 com o Tricolor, em La Bombonera.

“Conhecemos a hierarquia internacional, mas estamos concentrados por esse título, que seria histórico para o futebol argentino por sermos uma equipe pequena. Passamos por grandes equipes da América do Sul, empolgamos até mesmo a imprensa argentina e nossa torcida. Ser vice campeão não vai adiantar nada, mas sabemos que é difícil. O São Paulo é um grande mundial e para nós é um orgulho enfrentá-los na final”, aponta Rodrigo Molinos, diminuindo o tom, mas mantendo a confiança.

A grande motivação do Tigre para a decisão da Sul-americana é orgulhar o futebol da Argentina, país que tem o maior número de títulos da competição (cinco, de San Lorenzo, Arsenal de Sarandí, Independiente e Boca Juniors, duas vezes): “Estamos orgulhosos de levantar a bandeira do futebol argentino e vamos ao Morumbi para conquistar a Copa e orgulhar as cores da Argentina”.

Operação Medicina Legal combate fraude em licitações no sudoeste baiano

A Polícia Federal, com o apoio da Receita Federal e do Ministério Público Federal, desencadeou, nesta terça-feira (11), a Operação Medicina Legal voltada ao combate de fraudes em licitações de prefeituras do Sudoeste baiano relacionadas ao fornecimento de serviços médicos. Oito mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos.

Após ganhar as licitações, os serviços públicos eram prestados a menor preço do que havia sido contratado ou simplesmente não eram prestados. Outra prática detectada pela Receita Federal era a sonegação fiscal do imposto de renda pelos integrantes desta organização criminosa.

Foram detectadas irregularidades na prestação de tais serviços nos municípios de Vitória da Conquista e Encruzilhada/BA. Outros municípios são alvo da investigação sem, contudo, já estar comprovada a materialidade da prática delituosa. A investigação teve início em janeiro desse ano.

Os integrantes da organização, formada principalmente por médicos, deverão responder perante à Justiça Federal por crime contra a ordem tributária, falsificação e uso de documento público e fraude em licitações.

Ascom Polícia Federal

Em discurso com tom de despedida ,Paulo Machado diz não ter nem mágoas, nem rusgas

“Conta a parábola que um viajante procurou abrigar-se de uma tempestade numa casa que lhe pareceu a mais apresentável numa distante cidade do Oriente. Foi muito bem recebido pelo dono da casa, mas logo sentiu uma pontada de frustração ao perceber que a casa era inteiramente vazia: nenhum móvel, cadeira, mesa, nada. Sentado no chão, depois de descansar alguns minutos, nosso viajante não se conteve e comentou:                                     :
– Agradeço muito sua hospitalidade, mas permita-me uma observação. Como o senhor consegue viver numa casa totalmente desguarnecida de móveis, quadros, eletrodomésticos – enfim, do conforto ao qual estamos todos habituados?                        ?
O anfitrião não pareceu aborrecer-se com a observação do viajante – apenas retrucou: – Por acaso o senhor está trazendo consigo esses bens confortáveis que citou? – Eu? Eu, não! Mas eu estou aqui de passagem!
Calmamente o anfitrião respondeu: – Eu também, meu amigo, eu também.”

MEU COMPANHEIRO E MINHA COMPANHEIRA DE VIAGEM:

Assinei hoje, com o coração contristado, a penúltima relação dos servidores que vinham caminhando comigo até agora na administração do município, e que precisam ser exonerados para que se façam os ajustes de final de governo. Olho o fluxograma de governo, o quadro estrutural de cada secretaria, e há grandes silêncios após os cargos que já foram esvaziados. Fecho os olhos e me pergunto: onde está fulano, onde se encontra ciclano, e aonde foi beltrano, que ocuparam essas funções hoje em stand by? E em cada linha vazia vejo saudades, lágrimas, esperanças, sonhos desfeitos, a ausência de quem caminhou quatro anos seguidos, três anos, dois, um ano ou até mesmo apenas um ou dois meses. “Meu Deus”, penso comigo, “quantos já desempreguei, quantos passaram noites insones diante das exigências da sobrevivência pessoal e familiar…” Isto me emociona, minha caneta pesa como chumbo e junto com a tinta que exonera vão lágrimas e dor. Mas o Tribunal de Contas dos Municípios, a Assessoria Contábil, o Controle Interno, a Secretaria de Finanças me dizem: “deixe o coração distante do gabinete, demita, não há outra saída”… São esses e outros dramas que subjazem a cada portaria, a cada ato que gera despedidas e demissões e que, quem recebe o aviso de despedida não entende ou não perscruta.
Mas é preciso olhar a realidade de frente, e uma pergunta me inquieta: “quem assinará o meu ato de exoneração, no próximo dia 31 de dezembro?” Aquele que a tantos foi obrigado a exonerar, avisa aos companheiros e companheiras inconsoláveis que também serei demitido dos espaços do poder municipal. Portanto, certo de que todos estamos no mesmo barco, quero agradecer, pedir desculpas e falar de saudade neste quase apagar das luzes:
– Agradecer a quem caminhou junto, por um dia sequer, ou por longos quatro anos, e que por razões pessoais, ou de gestão, ou ainda porque não fomos capazes de contornar os conflitos, deixaram a caminhada um dia iniciada com vontade de vencer;
– Pedir desculpas e perdão se os tentáculos incontroláveis do poder, os interesses mal colocados, mal digeridos e mal conduzidos nos levaram a distanciamentos reparáveis e irreparáveis. Às vezes só percebemos isto tarde demais e a história é inclemente em sua marcha, não permitindo retornos:                           ;
– Falar de saudades do que aconteceu, do que poderia ter acontecido e não se fez realidade… dos esforços às vezes sobre-humanos que fizemos para que tudo desse certo, para que o município fosse melhor servido em todos os espaços que atuamos.
Estamos chegando à hora de nos separarmos e encerrarmos a viagem iniciada. Muitos passageiros já desceram em diversas paradas do trajeto. Alguns seguiram conosco até o ponto final, e verão de mais perto o último frear do ônibus, o apagar das suas luzes, o recolhimento à garagem… Outros ficaram pelo caminho, reclamando do condutor, do trajeto, da paisagem ou dizendo que pegaram o ônibus errado, que tudo não passou de um engano… Quero, quem sabe, um dia, dar carona a todos eles, a todas elas, pois carregam uma indispensável bagagem, que poderá ser novamente condicionada, em novo ônibus, sem os erros de trajeto que sempre ocorrem em uma viagem onde o imprevisível e o desconhecido são companheiros permanentes, por mais que pensemos conhecer o caminho…

Paulo Machado, prefeito de Senhor do Bonfim, aos 5 de dezembro de 2012

Cientistas desenvolvem abacaxi com gosto de côco

 

Vem de Queensland (Austrália) a novidade. Cientistas do Departamento de Agricultura desenvolveram um abacaxi com gosto de côco! A nova fruta foi batizada de AusFestival, porque os criadores acreditam que ela fará um grande sucesso no mercado.
“Ele tem um adorável gosto de côco, o que você não encontra em outro abacaxi na Austrália. Este é doce, pouco ácido e muito suculento”, disse à ABC News Garth Senewski, cientista líder do projeto inovador.
Em dois anos, o AusFestival deverá ser comercializado em supermercados e feiras.