Hospital israelense alega que pode ter encontrado a cura para o coronavírus

 

 

Foto : Divulgação

Por Gabriel Amorim no dia 05 de Fevereiro de 2021 ⋅ 15:49

Pesquisadores do Ichilov Hospital em Tel Aviv, Israel, alegam ter encontrado medicamento que é capaz de curar o coronavírus em cinco dias, mesmo nos pacientes que desenvolvem formas mais graves da doença. Em estudos preliminares, o medicamento foi eficiente em 29 de 30 pacientes.

O medicamento EXO-CD24 foi desenvolvido pelo professor Nadir Arbar, do Centro Integrado de Prevenção ao Câncer. De todos os testados, 29 melhoraram em dois dias e deixaram o hospital após cinco dias de internação. Apenas um dos pacientes  levou mais tempo para se recuperar. O estudo considerou uma dose diária da medicação.

Depois dos resultados positivos, o Hospital solicitou às autoridades de saúde israelenses para aumentar o número de pacientes envolvidos no estudo.

Mercado do Produtor de Juazeiro divulga cotação desta sexta-feira,5

O Mercado do Produtor de Juazeiro divulgou a cotação dos produtos comercializados no entreposto nesta sexta-feira (05). Os valores apresentados são obtidos através de pesquisa diária no mercado, que funciona de segunda a sexta-feira (das 2h às 22h) e aos sábados (das 2h às 17h) e aos domingos à partir das 22h.

O consumidor que for ao Ceasa ao longo do dia pode encontrar Abóbora comum por R$ 1,50 kg; Cebola pera por R$ 62,50 saca com 20 kg; Batata doce por R$ 47,50 saca com 28 kg; Feijão verde por R$ 7,00 o litro e Pimentão por R$ 20,00 caixa com 12 kg. Confira a  cotação completa abaixo.

 

 

Texto: Welington Alves – Assessor de Imprensa da AMA

Inexplicável, o grande milagre eucarístico de Lanciano já dura 1300 anos

Reportagem local – publicado em 26/10/20

A ciência comprovou que a Carne e o Sangue são verdadeiramente humanos, vivos até hoje e do mesmo grupo sanguíneo encontrado no Santo Sudário

Há mais de 13 séculos, a Igreja Católica foi agraciada por Deus com o grande e assombroso milagre eucarístico de Lanciano.

O ano era aproximadamente 700. O lugar era o vilarejo italiano de Lanciano – povoado antiquíssimo, cujo nome vem justamente do primitivo termo “L’Anciano”, ou seja, ancião, velho. Lá viviam, no mosteiro de São Legoziano, os monges de São Basílio.

Espinho da dúvida

Entre os monges, havia um que acreditava mais na sua cultura mundana do que nas coisas de Deus. A sua fé parecia vacilante e, todos os dias, ele era perseguido pela dúvida de que a hóstia consagrada fosse mesmo o verdadeiro Corpo de Cristo e o vinho o Seu verdadeiro Sangue.

A Graça Divina, porém, nunca o abandonou, fazendo-o rezar continuamente para que esse insidioso espinho da dúvida saísse do seu coração.

Certa manhã, celebrando a Santa Missa atormentado mais do que nunca pela dúvida, ele viu, após proferir as palavras da consagração, que a hóstia se convertera em Carne viva e o vinho em Sangue vivo. Sentiu-se confuso e dominado pelo temor diante de tão espantoso milagre, permanecendo longo tempo transportado a um êxtase sobrenatural. Até que, em meio a transbordante alegria, o seu rosto, banhado em lágrimas, voltou-se para as pessoas presentes e disse:

Ó bem-aventuradas testemunhas, diante de quem, para confundir a minha incredulidade, o Santo Deus quis desvendar-se neste Santíssimo Sacramento e tornar-se visível aos nossos olhos! Vinde, irmãos, e admirai o nosso Deus que se aproximou de nós! Eis aqui a Carne e o Sangue do nosso Cristo muito amado!

A estas palavras, as testemunhas se precipitaram até o altar e começaram também a chorar e pedir misericórdia. Logo espalhou-se a notícia por toda a pequena cidade, transformando o monge em um novo São Tomé.

Milagre de Lanciano: hóstia-carne

A Hóstia-Carne apresentava, como ainda hoje se pode observar, uma coloração ligeiramente escura, tornando-se rósea quando iluminada pelo lado oposto, e tinha aparência fibrosa; o Sangue era de cor terrosa, entre o amarelo e o ocre, coagulado em cinco fragmentos de forma e tamanho diferentes.

Prefeitura de Senhor do Bonfim publica decreto alterando medidas preventivas e de combate a Covid-19


Como mais uma medida de combate ao coronavírus, a Prefeitura de Senhor do Bonfim publicou nesta segunda-feira (01), o Decreto Municipal Nº 103/2021, alterando algumas medidas de enfrentamento e prevenção a Covid-19. A decisão foi tomada após entre prefeito Laércio Júnior, o vice-prefeito Elizeu Rios, secretários de governo, vereadores, representantes do Comitê Municipal de Combate ao Covid-19, SAMU, HDAM, Agentes de Combate as Endemias, Vigilância epidemiológica, Vigilância Sanitária, Policia Militar, Guarda Municipal e Conselho Municipal de Saúde.

A nova publicação traz as seguintes alterações:

• As atividades do comércio em geral poderão funcionar em seu horário normal, entre elas: laboratórios de análises clínicas, consultórios e clínicas odontológicas, Clínicas de fisioterapia e pilates, padarias, mercearias, açougues e peixarias, clínicas veterinárias, petshop e lojas de produtos agropecuários, Barbearias, Salões de beleza, distribuidoras de gás de cozinha e agua mineral;

• Restaurantes, pizzarias, sorveterias, hamburguerias e similares poderão funcionar das 10h à 0h, sendo que a comercialização de bebidas e comida só poderá acontecer ate às 23h, devendo fechar improrrogavelmente as 0h. Deverá ser respeitada a distancia mínima de 2 metros entre mesas demarcadas no chão. Máximo de 4 pessoas por mesa, sendo proibido juntar mesas ou cadeiras;

• Lanchonetes, inclusive as que funcionam no Terminal Rodoviário poderão funcionar a partir das 6h, sendo que a comercialização de bebidas e comida só poderá acontecer ate às 23h, devendo fechar improrrogavelmente as 0h;

• Bares, distribuidoras de bebidas e similares poderão funcionar das 10h à 0h, com atendimento delivery ou presencial, ficando proibido o oferecimento do serviço de musica ao vivo. E igual modo à comercialização de bebidas e comidas só poderá ser feita até as 23h, devendo fechar improrrogavelmente as 0h;

• Clubes recreativos, quadras poliesportivas e similares poderão funcionar de 5h a 0h;

• Academias de ginastica e similares deverão respeitar a lotação máxima de 50% da capacidade da academia. Deverá ser respeitado o limite de lotação de uma pessoa a cada quatro metros quadrados no espaço de uso público, mantendo o distanciamento mínimo de dois metros entre cada pessoa. Fica proibida a presença de crianças como acompanhantes de adultos. As crianças só podem estar nos espaços se forem praticar algum exercício, no horário pré-determinado;

• O setor hoteleiro poderá funcionar com sua capacidade normal, desde que crie mecanismos para garantir a distancia de uma pessoa a cada dois metros quadrados. Fica autorizado a abertura de restaurantes exclusivamente para hóspedes;

• Para estabelecimentos comerciais: No caso de o funcionário estar sabidamente contaminado, a multa deve recair contra ele e contra o dono do estabelecimento.

O Novo decreto passa a valer a partir desta segunda-feira (01), tendo validade até o dia 28 de fevereiro.

ASCOM – PMSB – Governo “O Novo Futuro”

Idosos acima de 90 anos recebem primeira dose de vacina contra a Covid-19 em Andorinha

A Prefeitura Municipal de Andorinha através da Secretaria de Saúde começaram a aplicação das primeiras doses da vacina contra o Coronavírus em idosos acima de 90 anos que não residem em lares de idosos mas que estão inclusos no grupo de risco, as primeiras doses já foram aplicadas nos idosos do Bairro de Vila Peixe em atendimento domiciliar no senhor Salustiano de 107 anos, Seu João 101 anos, Seu Moisés 96 anos e dona Alexandrina 90 anos e também no senhor Elicio Barbosa da Silva de 104 anos morador da Fazenda Saco do Soares.
A vacinação continuará acontecendo durante toda a semana em pessoas com idade acima de 90 anos, a relação dos idosos está sendo feita através dos Agentes Comunitários de Saúde de cada localidade. “A equipe de combate e enfrentamento ao COVID-19 fez uma intensa vacinação cumprindo o plano de vacinação nessa primeira fase, onde receberam a primeira dose profissionais da saúde que estão na linha de frente ao Corornavírus e idosos que residem em lares de apoio, assim as doses que recebemos recentemente estão sendo destinadas para esse público maior de 90 anos e logo prosseguiremos para os demais de acordo com as orientações do Ministério da Saúde.” Concluiu Geson Cardoso Secretário Municipal de Saúde do Município.
ASCOM

Por conta da pandemia, Dia de Iemanjá é celebrado de forma adaptada em Juazeiro

Neste dia 2 de fevereiro, adeptos e simpatizantes das religiões de matriz africana participaram de homenagens à Iemanjá, em Juazeiro. Mas, devido à pandemia da Covid-19, as celebrações aconteceram de forma adaptada, com menos pessoas, para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) ofereceu apoio logístico para integrantes de terreiros de candomblé, que fizeram um cortejo pelas principais avenidas da cidade até a orla para celebrar a Deusa das Águas.

Todo o trecho da orla nas margens do Rio São Francisco foi limpo e teve a iluminação reforçada para receber os participantes, que levaram os presentes e flores ao meio do rio em um barco, por volta das 19h, enquanto fiéis e simpatizantes acompanhavam o cortejo da parte superior da orla.

Texto: Duda Oliveira – assessor de imprensa da PMJ

Contato: (74) 98841-6916

 

Trans chamada de ‘Fofão’ diz que não vai mais retirar silicone do rosto: ‘só queria respeito’

Trans chamada de 'Fofão' diz que não vai mais retirar silicone do rosto

Trans chamada de ‘Fofão’ diz que não vai mais retirar silicone do rosto Foto: Reprodução/Instagram

A transexual Juju Oliveira, que em agosto veio a público revelar ser vítima de bullying e que é chamada de “Fofão” nas ruas por ter colocado silicone industrial no rosto, repareceu nas redes sociais para falar da vaquinha virtual que abriu em setembro com a finalidade de arrecadar R$ 45 mil para fazer uma cirurgia e retirar o produto. Em um vídeo postado em seu Instagram na noite deste domingo, ela explicou que encerrou a vaquinha por não conseguir a quantia que precisava e informou que não vai mais retirar o silicone no rosto. Ela só conseguiu arrecadar R$ 8,8 mil, ou seja, cerca de 20% do valor.

“No início, não pensei em retirar o silicone do rosto, só fiz aquele vídeo (relatando o bullyng que sofre para por conta da aparência) para que as pessoas me respeitem e não me chamem mais de ‘Fofão’. O silicone não está me afetando. O que está me afetando são as pessoas mexerem comigo, a falta de respeito das pessoas. Fico triste quando as pessoas me atacam nas ruas. Não tirei o silicone do rosto porque, na real, eu não queria tirar. Eu só queria o respeito e que as pessoas não mexerem comigo na rua”, disse. “A vaquina foi encerada porque ficou três meses sem ter contribuição, mas eu não gastei o dinheiro”, enfatizou.

Juju também afirma que não usou o dinheiro doado na vaquinha para comprar a moto que anda circulando por Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, onde mora. “Jamais usei dinheiro da vaquinha para comprar uma moto, que era um sonho grande meu. Juntei um dinheiro que me deram no Instagram e comprei a moto à vista”, disse. “O dinheiro da vaquinha está guardado. Jamais compraria a minha moto com esse dinheiro”.

Chamada de ‘Fofão’, trans arrecada R$ 8 mil em vaquinha e não consegue cirurgia para retirar silicone do rosto

A gaúcha, de 30 anos, e que trabalha na rua fazendo programas, realizou o procedimento no rosto em 2017 numa clínica clandestina e pagou para colocar 250 ml de silicone industrial, que foram espalhados por bochecha, nariz, queixo e maxilar.

“Parece ser muito, mas quando você coloca ele aparenta pouca coisa. O problema é que com o tempo ele dobra o tamanho. Meu problema são as bochechas e o pescoço, pois o silicone desceu”, disse ela, em entrevista ao EXTRA em agosto.

“Estou muito arrependida. E preciso de uma cirurgia para retirar as bochechas e o excesso do silicone, que está descendo para o pescoço. Gostaria que um cirurgião me ajudasse de graça, já que não tenho dinheiro para pagar”, contoiu Juju na ocasião.

Juju Oliveira arrecada R$ 8,8 mil em vaquinha

Juju Oliveira arrecada R$ 8,8 mil em vaquinha Foto: Reprodução

Trans Juju Oliveira diz que colocou 250 ml de silicone no rosto e que se arrepende; veja antes e depois

Trans Juju Oliveira relata procedimentos no rosto e quer tirar silicone das bochechas: ‘Desceu para o pescoço’

Petrolina (PE): Prefeito Miguel Coelho anuncia estudo para a construção da Orla 3

O prefeito Miguel Coelho, que está em Brasília (DF), postou na tarde desta segunda-feira (01) em suas redes sociais a notícia de que se reuniu com o presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, para buscar parcerias para a execução de novas obras em Petrolina (PE). No encontro também estava presente o deputado Fernando Filho.

Entre as novas obras, ele comunicou que já foi contratado o estudo para a construção da Orla 3 na cidade.

Além disso, está sendo estudado também a duplicação da Transnordestina e um convênio de R$ 42 milhões a serem investidos na pavimentação de mais 250 ruas.

 

Caixa lança aplicativo para acesso ao DPVAT

Com a nova ferramenta, atendimento às solicitações de indenização passa a ser 100% digital

A Caixa lança neste domingo (31/01) um aplicativo para ampliar e facilitar o acesso ao DPVAT. Por meio da plataforma, disponível de forma gratuita para Android e iOS, vítimas de acidentes de trânsito ou seus beneficiários poderão dar entrada no pedido de indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas diretamente à CAIXA. Assim, o atendimento às solicitações de indenização do DPVAT passa a ser 100% digital.

O aplicativo estará disponível gradativamente nas lojas de aplicativos a partir do dia 31 de janeiro, com o nome “DPVAT CAIXA”. O app permite o envio de documentos e o acompanhamento da solicitação de indenização.

Após fazer o download, o usuário deve se cadastrar no login CAIXA. Caso já tenha cadastro em outros apps da CAIXA, como Habitação, FGTS e CAIXA Tem, a senha de acesso é a mesma. Ao clicar em “Quero solicitar minha indenização DPVAT”, o usuário deverá informar os dados do acidente, preencher os dados da vítima e enviar a documentação necessária.

Pelo aplicativo também será possível acompanhar o andamento do processo. No campo “Acompanhar minha solicitação”, os usuários poderão verificar, por exemplo, a existência de documentos pendentes e a liberação do pagamento da indenização, se for o caso.

O acesso ao DPVAT é gratuito. Para todos os tipos de indenização, alguns documentos são obrigatórios, como RG, comprovante de residência e o boletim de ocorrência do acidente, além de documentos específicos, como laudos e comprovantes de despesas médicas. A lista completa com os documentos requeridos está disponível no site www.caixa.gov/dpvat.

Com a solicitação aprovada, o pagamento da indenização será feito em até 30 dias em uma Conta Poupança Digital da CAIXA, no CAIXA Tem, em nome da vítima ou dos beneficiários, dependendo do caso.