Mais de 40 mil motoristas são multados por não ligarem o farol baixo em rodovias federais na Bahia

Cerca de 40.798 motoristas foram multados por não ligarem o farol baixo em rodovias federais que cortam a Bahia no ano de 2020. Foram 3,4 mil multas por mês, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A lei de nº 13.290, que torna obrigatório o uso do farol baixo durante o dia, está em vigor desde 2016. Ela prevê infração média de quatro pontos na carteira e multa de R$130,16.

Desde que foi aplicada há cinco anos atrás, a lei reduziu a quantidade de atropelamentos e mortes provocados por batidas frontais nas estradas brasileiras. O engenheiro Raimundo Tavares, falou sobre a importância de manter os faróis acesos nas rodovias.

“É uma sinalização para outro veículo que vem no sentido oposto, eu também tenho moto e isso é muito importante para quem anda de moto. Então eu já sou habituado ao uso do farol ligado”, disse.

Neste ano, de 1 de janeiro a 4 de fevereiro, mais de 1,5 mil condutores já foram multados.

Ação solidária da Cervejaria Nordhaus é destaque em programa global na Bahia

 

O Programa Bahia Rural, levado ao ar pela Rede Bahia, neste domingo domingo (7), destacou o trabalho a Cervejaria Nordhaus na produção de cervejas artesanais e no reaproveitamento do bagaço do malte para alimentação de rebanhos na região.

O programa, exibido para todo o estado, mostrou todo processo de fabricação das cervejas artesanais na Nordhaus e destacou o trabalho social e ambiental que é gerido com a venda do Bagaço do Malte, cuja renda é totalmente revertida para projetos sociais na região.

“A venda do bagaço não estava incluída inicialmente no nosso plano de negócios, como retorno pra fábrica, mas surgiu a ideia de apoiarmos entidades e ONGS, reforçando nosso trabalho social, a agricultura familiar e agindo ambientalmente, já que também encontramos uma forma sustentável de descartar nossos resíduos”, comemora Emerson Castro, diretor da Nordhaus.

O bagaço do Malte, de acordo com informações dos agricultores que tem feito uso do produto, além de ajudar na engorda rápida dos animais, chega a produzir um aumento de cerca de 30% na produção de leite.

Todo dinheiro arrecadado com a venda dos resíduos e repassado à instituições sociais tem resultado na compra de cadeiras de rodas, cadeiras de banho, cestas básicas, dentre outras ações sociais.

Confira a matéria que coloca a região em destaque estadual e nacional aqui!

Matéria original:Rede RGN

Agricultores familiares de Jaguarari produzem cerca de três toneladas de silagem a partir do cultivo no ensaio agroecológico


No território de identidade Piemonte Norte do Itapicuru, agricultores e agricultoras da comunidade de Carro Quebrado, no município de Jaguarari, produziram cerca de três mil quilos de silagem de milho. A forragem para alimentação animal é proveniente do milho plantado no espaço do ensaio forrageiro, que consiste numa área pequena de experimentação para plantio de diferentes variedades de plantas, irrigadas em sistema de gotejamento de água.

O objetivo dos ensaios é verificar quais plantas forrageiras melhor se adaptam à região e podem ser multiplicadas pelos agricultores e pelas agricultoras em suas áreas individuais. Tudo o que é produzido no ensaio é de uso comum e beneficia as famílias agricultoras atendidas pelo Pró-Semiárido, projeto da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) com cofinanciamento do Fida.

“Outro ponto que vale destacar é o uso da ensacadora de silagem. Ela proporciona maior produtividade devido à eficiência de encher os sacos. Com isso, o agricultor ganha melhor condição de trabalho e tempo, o que é fundamental para quem trabalha com agricultura. Além disso, proporciona maior compactação do material dentro do saco, garante uma silagem de melhor qualidade no que se refere à conservação, pois a silagem, estando mais compactada, evita a entrada de ar e a perda do material”, acrescenta o técnico em desenvolvimento produtivo do projeto, Jiliarde Ferreira.

A ensacadora é um dos equipamentos viabilizados pelo Projeto para contribuir com a autonomia das famílias e para que os produtores e as produtoras consigam estocar alimentos para fornecer aos animais nos períodos de estiagem. A cultura do estoque é umas das estratégias que confere renda e assegura que os agricultores e as agricultoras não dependam do mercado externo para manter a produção no campo.

Assessoria de Comunicação SDR/CAR 

Luta por igualdade: mulheres se unem para banir atletas trans do esporte feminino


Gabrielle Ludwig, ex-veterano da Marinha Americana, ex-jogador de basquete masculino, voltou ao esporte ocupando vaga num time feminino após fazer cirurgia para mudança de sexo, aos 50 anos.| Foto: Reprodução

Atletas de mais de 30 países enviaram ao Comitê Olímpico Internacional um apelo para evitar a “destruição dos esportes femininos” e o que elas chamam de “flagrante discriminação contra as mulheres em razão do sexo biológico”. Em documento, elas pedem que sejam suspensas as normas adotadas em 2015 que permitem as chamadas “mulheres trans” (pessoas do sexo biológico masculino) nas competições femininas. O pedido foi feito no fim de abril, aproveitando a decisão de adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Desde novembro de 2015, quando foi publicado um novo guia de diretrizes do Comitê Olímpico Internacional (COI), atletas transexuais e travestis passaram a ser aceitas em campeonatos femininos de vários países e, com isso, as mulheres perderam o direito de competir em condições de igualdade, já que o corpo masculino é, por natureza, mais forte e resistente, mesmo que tenha passado por cirurgias e terapias hormonais para ganhar características femininas.

Ainda que se considerem mulheres, as atletas trans têm, além de estrutura corporal avantajada, altura, força física e de impulsão, capacidades pulmonar e cardíaca muito maiores do que as das mulheres, o que deixa as concorrentes em clara desvantagem. E a redução do nível de testosterona por um ano, como indica o COI, não elimina essa vantagem.

Não à toa homens esportistas de pouca expressão nos rankings do esporte masculino viraram campeões absolutos e até recordistas quando passaram a usar outra identidade social e a competir com mulheres, como foi o caso de Craig Telfer. O jovem velocista americano, inexpressivo nas competições masculinas, virou um fenômeno nas pistas, depois de fazer a cirurgia de transição de sexo aos 21 anos, mudar o nome para Cece Telfer e tornar-se a primeira transexual no torneio universitário de atletismo feminino dos Estados Unidos, vencendo os 400 metros com barreiras e dando o primeiro título nacional à Franklin Pierce University.

Cece Telfer, à esquerda. Ouro já na primeira participação de um transexual no campeonato universitário de atletismo feminino dos EUA
Crédito: Divulgação
Por outro lado, nesses quase cinco anos de presença de atletas trans em competições femininas inúmeras mulheres viram desabar o sonho de conquistar títulos, patrocínios, contratos e muito mais. Atletas americanas do ensino médio estão processando a Conferência de Atletismo Interescolar de Connecticut, depois de perderem a chance de conseguir bolsa nas melhores universidades, simplesmente porque era impossível vencer duas transexuais inscritas no campeonato escolar. As duas conquistaram o primeiro e o segundo lugares das provas disputadas e receberam bolsas para integrar equipes universitárias, uma delas em Harvard.

VEJA TAMBÉM:

 

Senhor do Bonfim chega a 40ª morte de morador do município por covid-19

O 40º óbito de morador de Senhor do Bonfim em decorrência do novo coronavírus foi confirmado pela prefeitura neste domingo, 07. A vítima é uma idosa de 69 anos ,diabética, que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA),na sexta (5) e veio a óbito no sábado(6).

Segundo o último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde , mais 38 pacientes do município  tiveram resultado positivo de contaminação nas últimas 24 horas. Outras 14 pessoas entraram para a lista de curados, após cumprirem o período da quarentena.

Atualmente, são 116 casos monitorados, e 44 moradores aguardando o resultado dos exames do Laboratório Central (Lacen) da Bahia.

Senhor do Bonfim tem hoje 72 pessoas com vírus ativo, que estão em tratamento. O número de infectados desde o começo da pandemia é de 2.744.

 

FALANDOTUDO.COM- O SITE DE NOTICIA DE SENHOR DO BONFIM E REGIÃO

 

 

 

Caminhonete bate em muro  de  condomínio em Senhor do Bonfim

 

 

 

 

O acidente aconteceu na madrugada deste domingo(7), no bairro Campo Clube; no condomínio Residencial Campo Clube, ninguém se feriu.

Segundo informações de moradores, o motorista perdeu o controle da direção e bateu no muro. O impacto  derrubou parte do muro que fica próximo à área de lazer, atingindo parte da piscina. Até a chegada da nossa reportagem, na tarde deste domingo,  o veículo caminhonete Volkswagen S10,  continuava no local do acidente.

 

 

 

 

FALANDOTUDO.COM -agora também no rádio das 17h às 18 horas ,na Caraíba FM – 96.7

Bahia recebe nova remessa com mais de 180 mil vacinas contra a Covid-19

A Bahia recebeu no último sábado (6), uma nova carga com 186.200  doses da vacina contra o coronavírus (Covid-19). O carregamento de Coronavac chegou às 21h30 no Aeroporto Internacional de Salvador.

Com a utilização de dez aeronaves do Governo da Bahia, a expectativa é que, em até 24 horas, todos os 417 municípios tenham recebido novas doses e iniciem, já na próxima segunda-feira (8), a vacinação de idosos acima de 80 anos.

Mais de 736 mil doses

Essa é a quarta remessa de vacinas que chega à Bahia. Com a carga deste sábado (6), a Bahia totaliza 736.900 doses recebidas, entre Coronavac e Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

Vacinados na Bahia

O total de vacinados no estado já supera os 280 mil baianos, sendo o segundo do Brasil em número de imunizados. Em Senhor do Bonfim , conforme página oficial da Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB),até este domingo , 7 de fevereiro, 1939 pessoas já foram imunizadas com a primeira dose da vacina. Para acompanhar o avanço da imunização, acesse bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

 

Falandotudo.com com informações da Sesab

 

Bancários do Banco do Brasil decidem paralisar atividades na quarta-feira 10

 

 

Bancários de Juazeiro e Região aprovaram durante assembleia realizada nesta sexta-feira (05), Estado de greve e paralisação no dia 10 de fevereiro. A votação foi on-line e ocorreu das 8h às 18h e 100% dos Bancários que participaram da assembleia votaram a favor do estado de greve.

O objetivo é ampliar a mobilização contra a reestruturação do BB, planejada pelo governo Bolsonaro e a direção da empresa. O plano é desmontar o banco por completo, com o desligamento de 5 mil empregados, descomissionamento, além do fechamento de 361 unidades (112 agências e 242 postos de atendimento).

Para o presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro e região, Maribaldes da Purificação é o momento de ir à luta e garantir os direitos da categoria “ É um absurdo todo esse plano de reestruturação do Banco do Brasil. Estamos lidando com vidas, e todo esse plano irá prejudicar esses trabalhadores que irão ser desligados. Além de todo retrocesso para a população, especialmente porque há cidades que só têm uma agência para atender a todos. E, geralmente, é a do Banco do Brasil. Por isso, não aceitaremos e faremos nosso movimento contra essa reestruturação”, disse.

Ascom SEEB/Juazeiro Bahia

Band avalia nome de Sérgio Maurício para narração da Fórmula 1 ao lado de Reginaldo Leme e Mariana Becker

 

Um fim de semana agitado para os fãs de Fórmula 1 no Brasil, já que a principal categoria automobilística do mundo saiu da Globo e foi para Band, assim como a repórter Mariana Becker, que seguiu o mesmo caminho. Outro nome bem avaliado para deixar o Grupo Globo rumo à nova casa da F1 é o narrador Sérgio Maurício. A informação foi publicada pelo colunista Gabriel Vaquer’, do ‘Uol Esportes’.

Sérgio Maurício é narrador do SporTV (Foto: Reprodução)

© Fornecido por LANCE! Sérgio Maurício é narrador do SporTV (Foto: Reprodução)

Sérgio seria o nome mais bem avaliado para assumir o comando das novas transmissões da F1, já que possui experiência na função e é um nome bem avaliado do público. O colunista destacou que outros nomes estão sendo avaliados, mas Sérgio está no topo da lista de intenções.

Outro ponto levantado é a perda de espaço do narrador no grupo Globo, que não narrou as corridas na TV aberta nem com a impossibilidade de Galvão Bueno devido a pandemia. Para o lugar dele, Cléber Machado e Everaldo Marques foram escalados para a função.

A Band pode ter uma equipe de transmissão quase toda ocupada por jornalistas ex-Globo, caso a contratação de Sérgio Maurício se confirme. Isso porque Reginaldo Leme, principal nome entre os comentaristas da F1 no Brasil, já tinha acertado acordo com a Band no fim de 2020. Ele é o principal trunfo para uma transmissão mais técnica da categoria.

Marido da repórter Mariana Becker, Jayme Brito, ex-diretor da Globo foi quem teria ajudado a Band a assinar acordo de dois anos com a Liberty Media, empresa detentora dos direitos da Fórmula 1.

Jayme Brito intermediava o contato entre a Globo e os detentores dos direitos da Fórmula 1, além de auxiliar em questões técnicas. Agora com a Band, Jayme estaria encarregado de montar a equipe brasileira que vai participar da transmissão na nova casa.

Hábito de respirar pela boca favorece a entrada de doenças como Covid, e pode causar AVC e impotência

Pacientes que respiram pela boca têm predisposição a déficits imunológicos, o que favorece muito a entrada de enfermidades no organismo, incluindo a Covid-19.

De acordo com o especialista em doenças do sono e cirurgião dentista, Prof. Plácido Menezes, “os primeiros soldados estão no nariz para produzirem anticorpos e combaterem os agentes agressores. O paciente que respira pela boca apresenta um significativo déficit imunológico. Imaginemos um carro sem filtro de ar do motor. Em seis meses ele precisa ir à oficina, além de aumentar o consumo de combustível”.

Na opinião do especialista, a respiração oral facilita a entrada de enfermidades bacterianas e virais como a Covid, além de males ocasionados por déficits hormonais, neurológicos e ainda, processos inflamatórios.

Para piorar a situação, o respirador bucal apresenta uma deficiência na qualidade do sono, o que pode desencadear uma série de problemas. “O paciente que tem o costume de respirar pela boca permanece pouco tempo na fase profunda, momento este que produz hormônios importantes ao organismo como a progesterona, a testosterona, entre outros. Os seus micro despertares neurológicos podem estancar a produção de hormônios e provocar uma série de problemas”, alerta o professor.

Entre as moléstias e distúrbios apontados pelo especialista em doenças do sono estão amidalites, laringites, rinites, sinusites, além de déficits de atenção, baixa produção hormonal em mulheres, ciclos menstruais irregulares, inflamações, problemas neurológicos e até maior suscetibilidade ao infarto e ao AVC. “Em homens há muitos relatos de impotência em respiradores bucais por déficit de testosterona, que é produzida na fase profunda do sono”, adverte.

QUAIS OS TRATAMENTOS?

Segundo o Prof. Plácido Menezes, há recursos terapêuticos direcionados em mudar o hábito de respirar pela boca. “Há alguns tratamentos convencionados por especialistas. Mas, eu indico a modulação respiratória, terapia que usa dispositivos intraorais para a facilitação da respiração nasal, além de exercícios e até ozonoterapia. É necessário um trabalho multidisciplinar para recriar a memória neurológica que traga o paciente a respirar pelo nariz”, finaliza o especialista.

 Prof. Plácido Menezes

Além de cirurgião-dentista, o Prof. Plácido Menezes é expert em distúrbios do sono e ortodontia.

Mestrando em Farmacologia pela Faculdade de Medicina da Unicamp (SP), é membro integrante da Associação Brasileira do Sono (ABS) e da Associação Brasileira da Odontologia do Sono (ABROS), além de atuar como professor da Uniface Academy, além de ter ministrado aulas em faculdades como a Unoeste, de Presidente Prudente, interior de São Paulo e Uninga, de Campo Grande (MS).

Atualmente, Prof. Plácido Menezes é dono da Clínica ASF Odontologia, situada em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

Mais Informações: